A palavra, Colar, deriva do latim collum, que quer dizer pescoço. Não há registros históricos sobre a origem do colar. Ele faz parte do grupo de acessórios que embeleza sexo masculino e feminino que buscam dar destaque para o pescoço e o colo, mas desde as primeiras civilizações conhecidas da história, as imagens são retratadas com este adereço. Os homens primitivos faziam amuletos que serviam para ornamentar e ao mesmo tempo dar sorte, geralmente confeccionados de conchas e ossos de animais.

O colar pode ser feito com diversos materiais e ter diferentes formas. Os materiais mais comuns são metal como cristal, vidro, borracha, cerâmica, plástico (ouro, prata, platina, aço, cobre, etc), couro, fios de algodão, seda, plástico, borracha etc; e podem apresentar pedras preciosas, pérolas, conchas, penas ou contas feitas com sementes etc.